Post Top Ad

Arqueólogos estão perto de encontrar a múmia da rainha Nefertiti


HÁ MUITAS CONTROVÉRSIAS NA COMUNIDADE ARQUEOLÓGICA SOBRE O PARADEIRO DA MÚMIA 
DA RAINHA NEFERTITI (FOTO: FLICKR/^CIVILON^)

Uma câmara encontrada na tumba de Tutancâmon pode ser a resposta para o grande mistério.
Vale dos Reis, Egito, 1922. Foi nesse momento em que arqueólogos encontraram a tumba intacta de Tutancâmon, faraó cujo reinado foi de 1327 a 1336 a.C. e que faleceu aos 18 anos.

A comunidade arqueológica considera essa uma das principais descobertas do século. O que não se sabia até então é que a tumba do faraó possui duas câmaras escondidas dentro dela. Além disso, segundo o especialista em história egípcia, Nicholas Reeves, o corpo da rainha Nefertiti, sogra e madrasta de Tutancâmon, pode estar em um desses aposentos.

Há diversas controvérsias sobre a múmia de Nefertiti. Alguns arqueólogos acreditam que ela tenha sido encontrada em 1898, outros que ela morreu e foi enterrada ao lado do marido. Ainda assim, existem várias especulações sobre a possibilidade de Nefertiti ter vivido mais que o esposo e ter reinado o Egito sozinha por um tempo. No caso desta última proposta, o paradeiro dela é desconhecido.

"Se isso for verdade, estamos encarando um descoberta ainda mais importante do que a da tumba de Tutancâmon", disse Mamdouh al-Damaty, ministro de antiguidades do Egito, em entrevista à Reuters. 

As autoridades do Egito usarão radares e equipamentos termográficos para averiguar a proposta do historiador. Os testes devem ser realizados ao longo dos próximos três meses.


Via Wired UK
Fonte: http://revistagalileu.globo.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Visite nosso Instagram