Post Top Ad

Esta poderia ser uma cena real?




Olhem essa ilustração dessa pin up limpando a casa.
Toda arrumada e parece estar se divertindo muito nos seus afazeres domésticos.
Será esta uma cena real? Pode até ser, mas infelizmente não é assim que acontece na maioria dos lares.

A desvalorização dos serviços domésticos é algo muito antigo e esse é um dos principais motivos que inspiram a independência feminina.

É claro que isso varia da educação, costumes e valores de cada casa, mas como nem é um serviço que quando feito em sua própria casa gera numa renda realmente é difícil ter a valorização de quem não o faz, até porque o valor em espécie não está envolvido.

É muito comum mulheres ouvirem de homens provedores do lar:
"Eu coloco dinheiro nesta casa!"
"Eu coloco comida nesta mesa!"
"Sou eu quem saio para trabalhar!"
Como se a mulher que cuidasse do lar não tivesse valor em suas atividades.

Hoje aproximadamente 40% das mulheres são provedoras dos seus lares, pois preferem sair para trabalhar e muitas vezes ter que fazer "segundo turno" nos afazeres domésticos ao ter que ter o apoio dos familiares para cuidar da casa e alimentação de todos.

Na realidade, sair para trabalhar ou trabalhar em casa, ambos são necessários e independente de quem faça deve ser valorizado, afinal de contas o companheirismo envolve o apoio mútuo e isso é que deve ter muito valor para a harmonia e funcionamento de um lar.


Binha Martins





Post Top Ad

Visite nosso Instagram