Post Top Ad

Islândia interrompe a construção de uma rodovia que destruiria o habitat dos Elfos




A ação judicial que suspendeu a construção de uma nova rodovia na Islândia foi apresentada em prol dos… Elfos. O projeto de construção da estrada será adiado até que a Suprema Corte da Islândia decida sobre o caso dos Amigos da Lava, um grupo que trabalha contra a destruição dos habitats dos Elfos e da vida selvagem. Parece coisa de maluco, mas as ideias deles podem não ser tão bizarras assim.

A rodovia cortaria campos de lava naturais ao sul de Reykjavík, acabando com a grama, com os pássaros e com… os Elfos. A preocupação especial é com uma “Catedral de Elfos” na área. “A igreja dos Elfos é conectada através da energia da luz com outras igrejas, outros lugares,” explica Ragnhildur Jónsdóttir, islandesa que afirma enxergar Elfos, ao Atlantic. “Se uma igreja é destruída… bom, isso não é uma coisa boa.”

Na verdade, a oposição dos Elfos a projetos de construção islandeses não é algo novo. A Administração Islandesa de Estradas e da Costa recebe tantas consultas da imprensa que eles têm uma resposta padrão que você pode ler aqui. O documento detalha vários casos nos quais se acredita que as falhas de equipamento foram o resultado da sabotagem de Elfos descontentes. Por exemplo: um trabalhador que removeu uma imensa rocha supostamente habitada por Elfos acabou destruindo acidentalmente um cano de água que alimentava uma fazenda de piscicultura, matando 90 mil smolts (salmões jovens). Essa é a vingança dos Elfos.

Uma pesquisa de 2007 descobriu que 62% dos 1.000 entrevistados islandeses acreditam que é possível que os Elfos existam. O memorando oficial da Administração Islandesa de Estradas e da Costa sobre os Elfos cita rumores de que o caso da rocha ligada ao acidente com os peixes poderia ser uma forma velada de protesto. “Essas histórias apareceram na época do projeto de construção e provavelmente foram inventadas por alguém que se opunha ao trabalho ou por simples maldade.”

E é exatamente isso que é tão interessante na nova saga dos Elfos versus a rodovia. Talvez as pessoas que querem ver a obra construída estejam ansiosos para pintar a oposição como um bando de malucos. Mas é possível que a invocação dos Elfos seja só um modo alternativo de expressar uma velha ideia: a da preservação do ambiente. Ryan Jacobs, do Atlantic, falou com Árni Björnsson, o ex-diretor do departamento etnológico do Museu Nacional da Islândia:

Björnsson especula que as histórias sejam usadas para expressar “uma espécie de ambientalismo primitivo”. De certa forma, elas representam uma conexão especial com a paisagem natural que seria difícil de articular de outra maneira. Haukur Ingi Jónasson, professor de gerenciamento de projetos na Universidade de Reykjavík que escreveu sobre Elfos durante sua graduação em teologia e psicanálise feita em Nova York, diz que as várias montanhas, colinas e rios da Islândia são carregados de significado para as pessoas que vivem perto deles. “[Os Elfos são] uma espécie de tentativa ritualística de proteger algo significativo, de respeitar algo importante e de reconhecer o valor da natureza,” diz ele. Em outras palavras, os Elfos honrariam o equilíbrio de poder que sempre se inclinou em direção à natureza e aos caprichos dos vulcões em erupção, das geleiras inconstantes e do chão que treme com terremotos.




Por: Sarah Zhang




Post Top Ad

Visite nosso Instagram